Dos filmes que têm o sertão como lugar (de fala, de locação, de imaginário)

No primeiro encontro de todos os tempos, em abril deste ano, para se pensar no Sertão como se fala, que naquela altura ainda se chamava “ABC do Sertão”, a gente estabeleceu como caminho possível e importante: a proposta de (re)ver e discutir alguns filmes nacionais que tenham usado o sertão como lugar (de fala, de locação, de imaginário). Alguns deles nos ajudaram a pensar muito sobre como, para quem e para onde poderemos apontar nossas lentes. Outros nos mostraram nossos medos das repetições, teve os que impuseram respeito e ainda aqueles que a gente ficou com vontade de armar um telão e fazer o sertanejo conhecê-los ou revê-los. Mas tem alguns, ah, tem alguns que a gente quer ser eles… (quais desses você queria ser?)

images

Deus e o Diabo na Terra do Sol, de Glauber Rocha
http://youtu.be/mS81fFWbJCY

Viajo Porque Preciso, Volto Porque Te Amo, de Marcelo Gomes e Karim Aïnouz
Trailer: http://youtu.be/wn4ZBttHVaU

O Fim e o Princípio, de Eduardo Coutinho
Completo: http://youtu.be/_VQC51XZ5ow

Cinema, Aspirinas e Urubus, de Marcelo Gomes
Completo: http://youtu.be/IPy1OuX0mls

Aboio, de Marília Rocha
Trailer: http://youtu.be/oUujyfTzX7s

Árido Movie, de Lírio Ferreira
Completo: http://youtu.be/QhBQ64UwRIA

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s